Início Notícias Finanças Prefeitura de Urupês terá que pagar mais de R$ 8 milhões em ações trabalhistas iniciadas em mandatos anteriores à atual administração

Prefeitura de Urupês terá que pagar mais de R$ 8 milhões em ações trabalhistas iniciadas em mandatos anteriores à atual administração

Valor deverá ser pago até 2022, prejudicando o investimento público em melhorias para a cidade. Outras ações, somando até R$ 45 milhões, ainda estão em tramitação.

Cerca de 3 minutos de leitura

Foto: Luís Fernando da Silva / Prefeitura Municipal de Urupês.

Por Luís Fernando da Silva - Departamento de Comunicação Social

Publicado em 09/12/2020 16h02

A Prefeitura de Urupês terá que pagar, até 2022, mais de R$ 8 em ações trabalhistas movidas contra o município em anos anteriores a atual administração.
Por conta desse alto valor retirado dos cofres públicos, a Prefeitura terá grandes dificuldades para investir em melhorias em diversas áreas, como saúde, educação e infraestrutura.
Além disso, a atual administração municipal, entre os anos de 2017 e 2020, já quitou outras dívidas trabalhistas antigas, que, juntas, somam cerca de R$ 3,31 milhões.
Estas ações se transformaram em “precatórios”, ou seja, requisições judiciais de pagamento que o município é obrigado a cumprir a um ou mais beneficiários, devido a uma condenação judicial em que não se pode mais recorrer.
Além dos precatórios acima destacados, o município ainda é réu em outras antigas ações trabalhistas que podem somar até R$ 45 milhões. Estas ainda não se tornaram precatórios.
Tratativas e acordos recentes
Na última semana, o prefeito Bica, representantes da Secretaria de Finanças e do corpo jurídico da Prefeitura participaram de uma audiência online junto ao Tribunal Regional do Trabalho para discutir o parcelamento de algumas destas dívidas trabalhistas, que somavam um valor de R$ 2,5 milhões, e que deveriam ser pagas até o próximo dia 31 de dezembro, ficando acertado o parcelamento até 31 de dezembro de 2021.
Desta forma, deverão ser pagas 14 parcelas mensais de R$ 150 mil, de novembro de 2020 a dezembro de 2021, sendo que, nos meses de março e julho de 2021, deverá ser pago um valor extra de R$ 200 mil, totalizando, nestes meses, um parcelas de R$ 350 mil. Ao todo, o valor fecha em R$ 2,5 milhões.
Embora todas essas ações sejam anteriores a 2017, quando iniciou a gestão do prefeito Bica, elas se estenderam na
justiça durante os anos e foram finalizadas apenas agora. Assim a atual gestão é quem assumiu a responsabilidade de arcar com o alto valor.
A atual administração realizou diversas tentativas de reverter essa condenação, sempre pensando no bem de toda a população, já que este valor resultará em grande impacto para os cofres públicos.
“Infelizmente, todas essas condenações, que somos obrigados a pagar, vão dificultar o investimento em melhorias para a cidade. Mesmo assim, eu quero reforçar meu compromisso com a cidade de continuar lutando para trazer mais recursos e não deixar Urupês parar de crescer e evoluir”, garantiu o prefeito Bica.

Notícias recomendadas

Pesquisar por assunto