Início Notícias Saúde Urupês desativa Ala de Síndrome Respiratória depois de 18 meses de atividade

Urupês desativa Ala de Síndrome Respiratória depois de 18 meses de atividade

Cerca de 2 minutos de leitura

161 acessos

Hospital São Lourenço foi a "casa" da Ala de Síndrome Respiratória por 18 meses. Foto: Luís Fernando da Silva / Prefeitura Municipal de Urupês.

Por Luís Fernando da Silva - Departamento de Comunicação

Publicado em 30/11/2021 17h47

Depois de oito dias sem registrar casos positivos de COVID-19 e há mais de um mês com menos de três casos ativos por dia, a Secretaria de Saúde de Urupês desativa, nesta semana, a Ala de Síndrome Respiratória do município.

Durante 553 dias, o local foi utilizado para assistência a pacientes com sintomas gripais e contou com atendimento médico eficaz e de extrema importância para salvar centenas de vidas contra a COVID-19.

“Não iremos fechar a Ala, mas desativaremos momentaneamente depois de um grande período de estabilidade. Esperamos que não precisemos reativá-la novamente, mas, caso necessário, nossos profissionais e equipamentos estarão à disposição para atender a população”, confirmou o Prefeito Bica.

História da Ala de Síndrome Respiratória

A unidade abriu as portas em 26 de maio de 2020, como uma divisão de isolamento no prédio do hospital, constituída por 10 quartos. Ela conta com respiradores mecânicos e aparelhos de suporte respiratório (CPAP). Também possui ares-comprimidos e condicionadores de ar em todos os quartos.

Nos períodos de maior incidência de casos de COVID-19, a unidade atendia quase 100 pessoas por dia, inclusive contando com leitos de estabilização para pacientes que aguardavam encaminhamento para unidades de referência, mas, nos últimos meses, com o avanço da vacinação, tem visto um período de maior tranquilidade, sendo possível sua desativação neste momento.

A partir de agora todos os atendimentos de casos de síndromes respiratórias serão feitos no Pronto Socorro do Hospital São Lourenço, situado na rua Barão Rio Branco, 1137 – Centro.

“Obrigado a todos os profissionais que se doaram e dedicaram sua vida nesta Ala para salvar quem precisava de ajuda. Somos eternamente gratos a vocês”, finalizou o prefeito Bica.

Notícias recomendadas

Pesquisar por assunto